Menu fechado

Quando um homem é sexualmente estimulado, seja por estímulo erótico visual e/ou diretamente no pênis, a ereção é um dos primeiros efeitos no corpo masculino, e seu grau de rigidez depende da excitação e manutenção dos efeitos que a provocaram.

 

A ereção pode acontecer de duas formas, isoladas ou em conjunto. A primeira é quando o gatilho erótico é desencadeado pelo estímulo cerebral (via descendentes da medula espinhal). Já a segunda, é por meio do estímulo local (vias ascendentes da medula), ou seja, no próprio pênis, mais especificamente na glande (cabeça do pênis), onde se localiza o maior número de terminações nervosas capaz de promover a ereção, mas independente da via do gatilho, a comunicação entre cérebro e pênis precisa ser contínua, as vias ascendentes e descendentes precisam estar em constante comunicação, até a culminação do ato, pois desta comunicação vários hormônios e substâncias químicas estão sendo liberados para que as coisas saiam conforme a programação.

É um jogo, precisa ter início, meio e fim, e ter um resultado positivo para os dois jogadores, portanto, muita concentração e bons hábitos de vida, como uma alimentação regrada, prática de atividades físicas, evitar uso de cigarro, bebidas em excesso e drogas em geral, bons hábitos são fundamentais para que este mecanismo possa funcionar com harmonia, além de exercitar a própria região genital para que a vida sexual se estenda por um período mais satisfatório para os parceiros.

“Costumo fazer uma analogia da ereção com um pelo arrepiando, não dá para controlar, tem que deixar vir naturalmente, é só não atrapalhar…”

 





WhatsApp chat